Comissão de Capacitação do FORTI vai acompanhar o desempenho dos alunos do mestrado E-mail
Escrito por ASCOM   
Qui, 24 de Julho de 2014 09:26

Com o início da turma de Redes de Computadores do programa de Mestrado Profissional em Computação, fruto de uma parceria entre a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) e o Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (CIn/UFPE), o Projeto de qualificação dos servidores técnico-administrativos da área de Tecnologia da Informação da Rede Federal de EPCT passa para a fase de execução propriamente dita. A Comissão de Capacitação do FORTI assume agora a função de acompanhamento do desempenho dos mestrandos numa ação conjunta com a coordenação do curso.

O Coordenador da Comissão, Igor Negromonte, informou que procurará estar presente nos encontros presenciais. "A Comissão de Capacitação irá acompanhar a frequência em conjunto com o rendimento escolar dos mestrandos. Estas ações tem o objetivo de apoiar os estudantes com possíveis dificuldades de liberação e deslocamento das instituições de origem bem como gerar indicadores que serão enviados à SETEC e ao CONIF como prestação de contas da aplicação dos recursos destinados para o projeto", esclarece.

O programa de mestrado do CIn/UFPE é bastante rigoroso com relação a frequência e aproveitamento. Como os alunos vêm de várias regiões do Brasil a celeridade em solucionar problemas que os impeçam de comparecer a qualquer um dos encontros se faz extremamente necessária. O Profº. José Augusto Suruagy, coordenador do curso, explicou que a reprovação em duas disciplinas provoca o desligamento do aluno e que a frequência exigida é de 75% por disciplina. Como em cada encontro presencial serão ministradas 50% de duas disciplinas, perder uma semana significa ser desligado do curso. 

Essas dificuldades não são desconhecidas dos estudantes, “O nível é muito alto. Teremos que nos dedicar bastante”, diz Willamys Gomes, técnico de TI, do Instituto Federal do Ceará. Mas, o entusiasmo pela oportunidade oferecida também é grande, como ressalta Augusto Silva, analista de TI, do Instituto Federal do Pará, campus de Conceição do Araguaia, localizado a 1.200 km da capital Belém, "Uma experiência que vai enriquecer nossa formação".

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 9 de 32
Desenvolvimento: DTIC / IFPA - Tecnologia usada: Joomla!.